Será que você está se expondo demais na internet?

A era da informação está em pleno “vapor”. Há quem diga que já estamos na era da infraestrutura, porém não podemos negar que há uma enxurrada todos os dias de novos aplicativos, serviços, comodidades e negócios que convergem em novas informações.

Informação é tudo, ela move o mundo.

Entretanto, há informações úteis e outras inúteis que nós devemos apreender a selecionar, como também distinguir quanto a qualidade das mesmas que divulgamos em redes sociais, sites, blogs e afins.

As redes sociais são ótimas ferramentas para interagirmos com as pessoas. Com elas conseguimos reunir familiares, amigos, colegas que há anos não tínhamos contato, mas também convivemos diariamente com muito entretenimento, informações de má qualidade e também através delas ficamos conhecendo um pouco do cotidiano de muitas famílias e organizações.

Recentemente foi divulgado que o governo monitorará as redes sociais e aplicativos de conversas em busca de fraudes em benefícios como já vem fazendo o monitoramento e prisão de pessoas envolvidas em pedofilia.

Na internet ninguém é anônimo, todos os equipamentos que acessam a internet possuem um endereço único e universal chamado endereço físico, que agregado a endereços de IPs (Internet Protocol) switches, roteadores, operadoras de telecomunicações, softwares de monitoramento de tráfego e softwares geo localizadores fazem com que uma rede seja formada e que também possa ser auditada, por pessoas que desejam uma sociedade mais justa ou por pessoas que simplesmente desejam viver as margens da sociedade.

Já imaginou sua casa ou empresa sendo expota 24 horas, 7 dias para quem puder e desejar verificar seu cotidiano?

É uma analogia que podemos fazer com as redes sociais. Muitas pessoas não qualificam as informações que publicam e tão pouco selecionam o público alvo que deseja alcançar (se for possível isso, é claro) ficando assim a merce de “auditorias” como mencionadas acima.

É recomendado que na internet, assim como em redes sociais e afins, deve-se manter o caráter, pois há fronteiras sim, responsabilidades, prós e contras como na vida em sociedade dentro de uma cidade, estado e país.

Manter a cautela e pensar nas consequências que uma determinada informação veiculada pode trazer é fundamental para nos protegermos e mantermos uma qualidade dentro do mundo virtual. Desta forma é possível manter o resguardo, o sigilo e a saudável convivência com os demais “internautas”.

Grande abraço
Arlei Vladmir de Souza

Você pode gostar também de…

A segurança do WhatsApp

Todos nós utilizamos o WhatsApp para conversamos com outras pessoas diariamente, sem dúvida essa ferramenta trouxe economia e agilidade. Porem nos últimos dias falou-se muito

Saiba mais »
Falar com técnico
2 Técnicos Online